Curta-metragem de Pedro Neves Marques premiada em Roterdão

Saber | Cinema
©iffr.com/
  • Data

    03.02.22

"Tornar-se um homem na Idade Média", de Pedro Neves Marques recebeu o prémio para melhor curta-metragem do Festival de Cinema de Roterdão, que decorre nos Países Baixos.

O filme português foi premiado ex-aequo com "Nazarbazi", de Maryam Tafakory, e "Nosferasta: First Bite", de Bayley Sweitzer e Adam Khalil.

Na programação esteve ainda a longa-metragem "A criança", de Marguerite de Hillerin e de Félix Dutilloy-Liégeois, produzido por Paulo Branco. Entre as curtas da competição oficial foi exibido "Madrugada", de Leonor Noivo. Na secção Curta e Média Duração marcaram presença os filmes "Azul", de Ágata de Pinho, "Vou mudar a cozinha", do escritor e realizador angolano Ondjaki, e "As sacrificadas", de Aurélie Oliveira Pernet, coprodução suíça com a produtora portuguesa Primeira Idade.

Edgar Pêra apresentou "Kinorama", depois de, em 2019, ter sido alvo de uma retrospetiva no festival. Na secção "Cinema Recuperado" esteve o histórico "Sambizanga", da francesa Sarah Maldoror, sobre a Guerra de Independência de Angola.

Pelo segundo ano consecutivo, o Festival de Cinema de Roterdão, decorreu apenas em formato online.

Veja Também