Plano Nacional de Cinema (PNC) 2021-2030

Saber | Cinema
  • Data

    05.01.22

Foi publicado nesta quarta-feira, 5 de janeiro de 2021, em Diário da República, o despacho n.º 65/2022, que promove o Plano Nacional de Cinema (PNC) no horizonte de uma década – 2021-2030 –, consolidando as ações concretizadas nos primeiros anos do Plano e apostando em novas vertentes a desenvolver até 2030, integrado no Plano Nacional das Artes (PNA).

Passados oito anos sobre o lançamento do PNC, constata-se o seu crescimento e o seu potencial de desenvolvimento. Assim, com o objetivo de reforçar o PNC, através do Despacho 65/2022, pretendeu-se estabelecer uma aposta na consolidação das ações concretizadas nos primeiros oito anos e em novas áreas a desenvolver até 2030, através de um reforço da articulação entre as áreas governativas da Cultura e da Educação, no âmbito da ação do Plano Nacional das Artes.

Como forma de expressão artística, o cinema expande horizontes, dá a conhecer novos mundos, contextos e realidades, e permite explorar temas como a cidadania, a democracia e a diversidade. A missão do Plano Nacional de Cinema é criar junto do público escolar as condições para que possa desenvolver o gosto pelo cinema, valorizando-o enquanto forma de arte, e promover um programa de literacia para o cinema e de divulgação de obras cinematográficas nacionais.


O despacho, da responsabilidade das áreas governativas da Cultura e da Educação, vem consolidar e reforçar as ações desenvolvidas pelo PNC – pnc.gov.pt –, que há vários anos é desenvolvido através de um trabalho de parceria entre a Direção-Geral da Educação (DGE), o Instituto do Cinema e do Audiovisual, I. P. (ICA, I. P.) e a Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema (CP-MC).

A área governativa da Cultura tem priorizado a promoção do cinema português e do setor do audiovisual como áreas estratégicas da cultura e da economia nacional, envolvendo na sua ação todas as entidades e agentes, nacionais e internacionais.

Veja Também