Luís Cardoso vence prémio Oceanos 2021

Saber | Prémios
©RTP
  • Data

    09.12.21

Em cerimônia transmitida online, pelo canal do Itaú Cultural, foram divulgados os premiados do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa 2021.

O romance O plantador de abóboras, do escritor timorense Luís Cardoso, publicado em Portugal pela editora abysmo, foi o vencedor do prêmio em primeiro lugar, sendo que esta é a primeira vez que um livro do continente asiático figura entre finalistas e vencedores. O júri ressaltou a destreza e a desenvoltura narrativa do autor na construção da história atravessada pela violência que marcou o passado colonial do Timor-Leste. 

Em segundo lugar, ficou o romance O ausente, do escritor e professor brasileiro Edimilson de Almeida Pereira, publicado no Brasil pela Relicário

O terceiro lugar foi concedido ao romance O osso do meio, de Gonçalo M. Tavares, publicado em Portugal pela editora Relógio D’Água

Participaram do júri para seleção dos três vencedores a angolana Ana Paula Tavares, os brasileiros Itamar Vieira Junior, Julián Fuks, Maria Esther Maciel e Veronica Stigger e os portugueses António Guerreiro e Golgona Anghel.

O Prémio Oceanos conta com apoio da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo do Brasil, do Banco Itaú, do Instituto Cultural Vale, da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas de Portugal, do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde, bem como com o apoio institucional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, e do Itaú Cultural.

Consulte aqui as obras semifinalistas do Prémio Oceanos 2021.

Fonte: Itaú Cultural

Veja Também