Estatísticas da Cultura 2020 - Espetáculos ao vivo

Saber | Cultura
  • Data

    16.12.21

O Instituto Nacional de Estatística divulgou, no âmbito das Estatísticas da Cultura, informação alusiva aos Espetáculos ao vivo - 2020, verificando-se que as receitas diminuíram 100,4 milhões de euros e o número de espectadores diminuiu 14,4 milhões - 2020.

Segundo a publicação do INE, em 2020, o número de sessões de espetáculos ao vivo reduziu-se em 59,6%; foram vendidos menos 76,8% de bilhetes; verificou-se um decréscimo de 85,1% no número de espectadores e de 80,1% nas receitas de bilheteira, a que correspondeu uma diminuição de 100,4 milhões de euros relativamente a 2019.
Em 2020, os museus perderam 14,1 milhões de visitantes (menos 71,0% do que em 2019), dos quais 8,3 milhões ( 80,3%) foram decréscimo no número de visitantes estrangeiros.

O cinema contou com 3,8 milhões de espectadores e 20,6 milhões de euros de receitas de bilheteira, a que corresponderam diminuições de 75,5% e de 75,3%, respetivamente, relativamente ao ano anterior.

Jornais, revistas e outras publicações periódicas reduziram em 19,3% a circulação total (menos 20,0% de exemplares vendidos e menos 17,4% de exemplares oferecidos).

O emprego cultural foi estimado em 141,2 mil pessoas, representado 2,9% do total da economia. O número de empresas no sector cultural e criativo cresceu 7,1 %, em 2020.

Consulte aqui a publicação Espetáculos ao Vivo 2020 do INE.

Fonte: INE

Veja Também