A ação de Portugal na UNESCO

Saber | Outros
  • Data

    11.11.21

"A ação de Portugal na UNESCO" é o tema do artigo de opinião do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, publicado no Diário de Notícias, por ocasião da realização da 41.ª Conferência Geral da UNESCO.

"A UNESCO, cuja 41.ª Conferência Geral se inicia hoje, é uma das realizações mais nobres da ordem internacional nascida do fim da Segunda Guerra Mundial. Parte de um princípio simples, que o preâmbulo à sua constituição enunciava assim: "Se é no espírito dos homens que nascem as guerras, é no espírito dos homens que se devem construir os baluartes da paz. Esse "espírito" em que se devem erguer as fundações sólidas da paz e do desenvolvimento declina-se nas grandes áreas da educação, da ciência e da cultura."

O artigo salienta ainda que "Dispomos de 14 cátedras UNESCO e de 72 centros ou clubes UNESCO. Dezassete bens ou sítios nacionais (dos Jerónimos ao centro histórico do Porto) estão classificados como Património Mundial da Humanidade. Oito expressões culturais (como o fado ou o cante) estão inscritas como Património Imaterial e 10 documentos estão incluídos no Registo da Memória do Mundo (como, por exemplo, a Carta de Pero Vaz de Caminha)"

Consulte aqui o artigo na íntegra.

Veja Também