Tudo o que eu quero - Artistas Portuguesas de 1900 a 2020

Saber | Exposições
©twitter.com/cultura_pt
  • Data

    02.06.21

Duas centenas de obras de 40 artistas portuguesas produzidas entre o início do século XX e os nossos dias reúnem-se numa grande exposição, incluída no Programa Cultural da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, que foi inaugurada  pelo Primeiro-ministro, António Costa, e pela Ministra da Cultura, Graça Fonseca. 

O título da mostra, Tudo o que eu quero — Artistas portuguesas de 1900 a 2020, inspira-se em Lou Andreas-Salomé, situando, assim, as artistas selecionadas no espírito de subtileza, de afirmação e de poder.

A exposição contribui para sublinhar a importância do reforço do modelo social europeu, umas das prioridades centrais da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, cuja concretização passa também pelo combate às desigualdades e pela valorização da Mulher Artista.

Nomes de referência como Maria Helena Vieira da Silva, Lourdes Castro, Paula Rego, Ana Vieira, Salette Tavares, Helena Almeida, Joana Vasconcelos, Maria José Oliveira, Fernanda Fragateiro, Sónia Almeida e Grada Kilomba, entre muitas outras, estão representadas nesta mostra com pintura, escultura, desenho, objeto, livro, instalação, filme e vídeo, oferecendo ao público uma imagem ampla dos seus respetivos universos artísticos.

Esta exposição é uma iniciativa do Ministério da Cultura com projeto curatorial da Fundação Gulbenkian.

Fonte: Gulbenkian 

Veja Também