Divulgados dados do Fundo de Solidariedade com a Cultura

Saber | Cultura
©SCML
  • Data

    16.04.21

Já foram divulgados os dados referentes ao Fundo de Solidariedade com a Cultura que viabilizou a distribuição de 47.500 euros a associações dedicadas a apoiar trabalhadores do setor e 33.750 euros a profissionais em situação de "carência social extrema".

Em duas fases de candidaturas, que decorreram no ano passado, e entre cinco linhas de apoio distintas, o Fundo de Solidariedade com a Cultura "investiu o valor total de 1.313.649 euros na distribuição de apoios, auxiliando um total de 1.738 profissionais e organizações da cultura". 

A criação do Fundo de Solidariedade com a Cultura, para apoiar os profissionais da cultura, artistas e técnicos que ficaram sem trabalho por causa da covid-19, foi anunciada em abril de 2020 pela GDA - Gestão dos Direitos dos Artistas, juntamente com a Audiogest (Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Fonográficos em Portugal), sendo que no mês de junho foi anunciado que entrariam mais dois parceiros: a SCML, que iria gerir o fundo, e a associação Gedipe, que representa produtores de cinema e audiovisual.

O fundo foi dotado inicialmente com 1,35 milhões de euros, pela GDA (500 mil euros), a Audiogest (500 mil euros), Gedipe (200 mil euros) e SCML (150 mil euros). A este valor "acresceu a angariação de um total de 43.877 euros, resultado da generosidade e solidariedade manifestadas por diversos projetos, associações, instituições e cidadãos".

De acordo com a SCML, nas duas fases, "a atribuição dos apoios a pessoas singulares variou entre os 438,81 euros e os 963,08 euros, tendo sido atribuído um valor médio de 711,51 euros".

Já o valor atribuído a empresas "variou entre os 740,83 euros e os 3.704,15 euros, tendo sido atribuído um valor médio de 1.232,86 euros".

 

Saber mais: RTP

Fonte: LUSA/RTP

Veja Também