Carta do Porto Santo - Plano Nacional das Artes

Saber | Artes
  • Data

    13.04.21

O Plano Nacional das Artes, em articulação com o Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais, está a coordenar o trabalho de elaboração da “Carta do Porto Santo”, um documento que apresentará um conjunto de princípios orientadores que sublinham a relevância das Artes e da Cultura na promoção da democracia.

Aproveitando o momento em que Portugal assume a Presidência do Conselho da União Europeia, a Carta de Porto Santo será divulgada durante uma conferência do Ministério da Cultura intitulada “Da democratização à democracia cultural: repensando instituições e práticas”, que simbolicamente terá lugar na ilha de Porto Santo, Madeira, um dos lugares mais periféricos da Europa, nos dias 27 e 28 de abril.

A conferência procurará debater a promoção das instituições culturais como territórios educativos e as instituições educativas como polos de cultura, encarando a cultura como um espaço aberto em que cada cidadão pode participar e assumir a responsabilidade de modelar a sua cultura e a cultura de todos. Pretende-se que o documento seja, em si mesmo, o resultado de um processo participativo e democrático, a decorrer desde o início de março, resultando dos contributos recolhidos ao longo de vários encontros com representantes de vários países, redes e organizações europeias envolvidas no desenho de políticas da Cultura e da Educação.

Fonte: PPUE

Veja Também