DRCN - visitantes nos museus e monumentos com descida superior a 70%

Saber | Património
  • Data

    06.01.21

A Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) divulgou os dados referentes, ao ano de 2020, no que se refere aos visitantes nos museus e monumentos, na região norte.

Assim, o conjunto dos museus e monumentos afetos à Direção Regional de Cultura do Norte totalizou 665.993 visitantes, o que representa uma descida de 70% em comparação com o ano anterior, altura em que se registou um recorde de afluência, sendo estes valores justificados pela situação pandémica provocada pelo COVID-19

Em 2019, o conjunto dos museus e monumentos sob gestão da Direção Regional de Cultura do Norte atingiu um recorde absoluto no número de visitantes, tendo registado 2.232.154 entradas, o que representou uma subida de 22,9% em comparação com o ano anterior. De 2010 a 2019, o número de visitantes subiu 188%.

António Ponte, Diretor Regional da Cultura do Norte, sublinha que "um dos grandes objetivos do Plano Estratégico da Cultura relativo à captação de novos públicos para a cultura e ao potenciar do valor acrescido do património, como uma realidade que necessita de ser alavancada na diversificação, intensificação e aproximação das experiências dos públicos nos equipamentos culturais, na promoção da leitura e de uma oferta editorial diversificada, e ainda na consolidação de uma visão para o papel estratégico e integrador que o património cultural pode desempenhar na promoção do desenvolvimento territorial".

Em 2020, dos sete museus geridos pela Direção Regional de Cultura do Norte (Museu de Lamego, Museu dos Biscainhos e Museu D. Diogo de Sousa (Braga), Paço dos Duques e Museu de Alberto Sampaio (Guimarães), Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro) e Museu do Abade de Baçal (Bragança), continua a destacar-se o Paço dos Duques com 135.412 visitantes, registando, no entanto, uma variação negativa de 70,7% em relação ao período homólogo.

Em 2020, o monumento mais visitado foi o Castelo de Guimarães, com um registo de 129.784 entradas (menos 65,3% do que em 2019).

Fonte: DRCN

Veja Também