Intervenção do Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media- Centenário de Amália Rodrigues

Saber | Cultura
  • Data

    23.07.20

Intervenção do Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media na cerimónia de lançamento da emissão de selos da República comemorativa do centenário de nascimento de Amália Rodrigues


"É com enorme satisfação que acolhemos esta importante cerimónia do Centenário de Amália Rodrigues, naquela que é um dos espaços do Ministério da Cultura, porque aqui se preserva a memória de Portugal e o seu património cultural através dos nomes que aqui homenageamos. O meu agradecimento à Fundação Amália Rodrigues e aos CTT por mais esta iniciativa que assinala este centenário.

Dizer que Amália é a Cultura Portuguesa não é novidade, depois do tanto que já se disse e escreveu sobre a sua genialidade, o seu talento, o seu dom. O discurso em torno da Amália enquanto diva do fado, símbolo de Portugal e embaixadora de todos nós pelo mundo, está hoje sobejamente assumido e reconhecido por todos.

Sabemos o que Amália fez por nós. Há décadas que a sua voz nos acompanha, que a sua música é banda sonora tanto dos nossos gestos quotidianos como dos momentos extraordinários. A sua emoção antecipa as nossas, dá-lhes lugar, abrigo ou palco. Fomos, somos e seremos felizes ao escutá-la e orgulhosos da forma como projetou Portugal no mundo, mas, agora que comemoramos o centenário do seu nascimento, é também o momento de retribuirmos".

Leia a intervenção, na íntegra, aqui.

Fonte: Portugal.gov.pt

Veja Também