Programação do Festival ao Largo no Palácio da Ajuda

Saber | Festival
©Susana Chicó / OPART
  • Data

    19.06.20

Já foi divulgada a programação do Festival ao Largo, que este ano decorrerá no pátio do Palácio Nacional da Ajuda, de 10 a 25 de julho de 2020.

A programação "especialmente eclética, direcionada a diferentes públicos" será centrada na Orquestra Sinfónica Portuguesa e no Coro do Teatro Nacional de São Carlos (CTNSC), que asseguram um total de seis concertos.

A abertura do Festival ficará a cargo da OSP sob a direção de Pedro Neves sendo que a Companhia Nacional de Bailado (CNB) fará a estreia de duas novas coreografias: "algo_ritmo", de Xavier Carmo e Henriett Ventura, com música original de César Viana, e "Symphony of Sorrows", de Miguel Ramalho, sobre a 3.ª Sinfonia, de Henryk Gorecki.

A Orquestra Invicta All-Stars, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e a Camerata Atlântida são outras formações que participarão no festival, bem como os cantores líricos Dora Rodrigues, Alexandra Bernardo, Maria Luísa de Freitas, Carlos Cardoso, André Henriques e Carlos Guilherme.

No dia 12 haverá teatro com a peça "Sopro", escrita e dirigida por Tiago Rodrigues, estreada em 2017 na 71.ª edição do Festival de Artes de Avignon antes de estar em cartaz no Teatro Nacional D. Maria II.

Haverá ainda homenagens, no âmbito da pandemia de covid-19, aos "os heróis que estão na linha da frente no combate à doença" com o CTNSC, sob a direção do maestro João Paulo Santos, com interpretação da "Pequena Missa Solene", de Rossini, composta em 1863, com a soprano Dora Rodrigues, a meio-soprano Maria Luísa de Freitas, o tenor Carlos Cardoso e o barítono André Henriques, por solistas. 

A homenagem, às vítimas da Covid-19, inclui obras de César Franck, Mozart e Gabriel Fauré, de quem será interpretado o Requiem, com direção musical da maestrina Joana Carneiro, serão solistas a soprano Alexandra Bernardo e o barítono Luís Rodrigues.

Fonte: RTP

Veja Também