Assinatura de Protocolo de projeto de recuperação do Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão

Saber | Património
©DRCC
  • Data

    26.07.19

No dia 26 de julho será assinado o protocolo, no Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão (Mangualde), relativo ao projeto de recuperação da cobertura do Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão, cujo financiamento é de cerca de 500 mil euros, sendo que 85% são comparticipados.

Na cerimónia de assinatura do referido protocolo estarão presentes a família proprietária e as duas entidades envolvidas - a Câmara Municipal de Mangualde e a Direção Regional de Cultura do Centro.

A intervenção visa a recuperação da cobertura do Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão que, atualmente, se encontra em ruínas.

"O Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão, erigido naquele local em 1173, por D. Soeiro Teodoniz, privilegiado do rei D. Afonso Henriques, pertenceu inicialmente à ordem beneditina para ingressar na de Cister. A sua localização, meticulosamente escolhida, em planície fértil e junto a um rio, permitia o sustento dos monges, a meditação e o culto religioso, numa paz edilicamente bucólica. Arquitetonicamente são visíveis as várias fases de construção do imóvel: a torre, do século XII; do século XVII é o edifício monacal e os claustros e, do século XVIII, a igreja elíptica. Inserido em área agrícola, e de microclima peculiar, o Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão está classificado como Monumento Nacional, desde 2002".

Fonte: DRCC

Veja Também