Chico Buarque é o vencedor do Prémio Camões 2019

Saber | Prémios
©Chico Buarque (facebook)
  • Data

    22.05.19

Chico Buarque é o vencedor do Prémio Camões 2019. A decisão foi conhecida após a reunião do júri da 31ª edição, que decorreu no dia 21 de maio, no Rio de Janeiro.

Francisco Buarque de Hollanda nasceu em 1944 na cidade do Rio de Janeiro, filho do historiador Sérgio Buarque de Hollanda e de Maria Amélia Alvim Buarque de Hollanda. Artista multifacetado e um dos mais conhecidos autores da música popular brasileira, desde cedo se afirmou como escritor de relevo, seja na dimensão poética e musical das suas letras, seja na ficção ou na dramaturgia. 

Publica em 1966 o seu primeiro conto intitulado Ulisses no suplemento literário do jornal O Estado de S. Paulo, o qual seria incluído, mais tarde, no livro A Banda, juntamente com as letras e partituras de algumas das suas músicas. 

O Prémio Camões, instituído por Portugal e pelo Brasil em 1989, é o prémio de maior prestígio da língua portuguesa. Com a sua atribuição é prestada anualmente uma homenagem à literatura em português, recaindo a escolha num escritor cuja obra contribua para a projeção e reconhecimento da língua portuguesa.

O júri da 31ª edição do Prémio Camões é constituído por Manuel Frias Martins, professor agregado (aposentado) da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e presidente da Associação Portuguesa de Críticos Literários (Portugal); Clara Rowland, professora associada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (Portugal); Antonio Cícero, ensaísta e poeta (Brasil); Antonio Hohlfeldt, professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Brasil); pelos PALOP, Ana Paula Tavares, poeta e professora universitária em Lisboa (Angola); Nataniel Ngomane, professor da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique).

Fonte: Ministério da Cultura

Veja Também