Inventário dos marcos graníticos do Alto Douro Vinhateiro

Saber | Património
©DGPC
  • Data

    06.02.19

Já se encontra disponível para consulta online informação alusiva ao Património Classificado e em vias de classificação do Inventário dos Marcos Graníticos do Alto Douro Vinhateiro.

O inventário temático, que corresponde a 87 imóveis, foi reestruturado no passado ano de 2018, no âmbito da atualização dos inventários da DGPC que contou com a colaboração do Museu do Douro.

Os marcos graníticos integram-se no conjunto original de 335 padrões de demarcação que foram colocados, entre 1757 e 1761, na delimitação da área dos terrenos de produção vinícola da Região Vinhateira do Alto Douro. Em 1946 foram rastreados 97 destes marcos, sendo então classificados como imóveis de interesse público, pelo Decreto n.º 35 909, DG, I Série, n.º 236, de 17-10-1946. Estes marcos integram a paisagem cultural do Alto Douro Vinhateiro, inscrita na Lista do Património Mundial da UNESCO desde 2001.

Em 2007 o Museu do Douro publicou um levantamento completo dos marcos existentes no presente, classificados e não classificados. A partir deste trabalho, e em colaboração com esta instituição duriense, que cedeu o material fotográfico, a Divisão de Património Imóvel, Móvel e Imaterial da DGPC procedeu à actualização das fichas de inventário dos padrões classificados, disponibilizando a informação ao público no início do ano de 2019.

 

Saber mais: Inventário dos marcos graníticos do Alto Douro Vinhateiro

Fonte: DPGC

 

Veja Também