Prémios Academia Portuguesa da História 2018

Saber | Prémios
  • Data

    05.12.18

A Academia Portuguesa da História (APH) entrega hoje os dez galardões relativos às obras vencedoras dos Prémios da APH de 2018.

Entre os premiados está a obra “A Estrada e o Tempo”, de António José Chrystêllo Tavares, com o Prémio de História Joaquim Veríssimo Serrão, patrocinado pela Fundação Engenheiro António de Almeida, sendo que o presente livro reúne as memórias do embaixador António José Chrystêllo Tavares.

Serão igualmente entregues os Prémios Fundação Calouste Gulbenkian, na área de História Moderna e Contemporânea, a Filipe Folque de Mendoça, pela obra “O Duque de Loulé – Crónica de um Percurso Político (1804-1875)", na área História da Europa ao historiador Sérgio Campos de Matos, pela obra “Iberismos – Nação e Transnação Portugal e Espanha (c-1807 – c.1931)", e na área da História da Presença de Portugal no Mundo, a Onésimo Teotónio de Almeida, pela obra "O Século dos Prodígios".

O Prémio Lusitânia-História de Portugal será entregue a Duarte Nunio Chaves pelo ensaio “As Imagens de Vestir da Procissão dos Terceiros: Um legado franciscano em S. Miguel, Açores, Séculos XVII a XXI”, e o Prémio EMEL – História dos Caminhos, Percursos e Mobilidade, a José Luís Cardoso, pelo título “O General Conde de S. Januário (1827-1901) – Um português de exceção”.

 

Veja Também