Museu de Arte Popular exibe projetos para novo Museu de Peniche

Saber | Património
Museu Arte Popular
  • Data

    21.06.18

O Concurso Público de Arquitetura, lançado pela Direção Geral do Património Cultural e pela Ordem dos Arquitetos, para a instalação do futuro Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, na Fortaleza de Peniche recebeu 22 candidaturas.

Os projetos estão desde 20 junho expostos no Museu de Arte Popular, numa exposição organizada em conjunto pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e pela Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitetos (OARS). A exposição ficará patente até ao próximo dia 16 de setembro.

Nesta sessão de abertura participaram o Ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes e a Diretora-Geral do Património Cultural, Paula Araújo da Silva.

O Ministro da Cultura, que felicitou todos os arquitetos, lembrou que este Museu, que será inaugurado a 27 de Abril de 2019, 44 anos depois da libertação dos presos políticos, presta homenagem a todos os que resistiram contra a Ditadura e lutaram pela Liberdade, independentemente da sua cor política. 

O júri deste concurso, constituído pelos arquitetos Alexandre Alves Costa (presidente), João António Serra Herdade, João Mendes Ribeiro, Sofia Aleixo, e pelo designer Henrique Cayatte, atribuiu o primeiro lugar ao Atelier AR4, com coordenação do arquiteto João Barros Matos. 

A equipa orientada pelo arquiteto João Barros Matos propôs a "sobreposição de percursos de diferente natureza, nunca perdendo, cada um deles, autonomia, significado ou fluidez no seu conjunto" e preservou “os valores arquitetónicos com interesse patrimonial, não deixando de se abrir a leituras mais contemporâneas", considerou o júri. O júri considerou ainda que “o projeto é muito contido e algo sombrio, de acordo com a natureza dramática do seu conteúdo central”.

 

Veja Também