Europa Nostra premeia Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz

Saber | Património
  • Data

    28.05.18

O Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz, em Sintra, recuperado e reaberto ao público em Junho do ano passado, é um dos 29 distinguidos com Prémio Europa Nostra, anunciou a Comissão Europeia no passado dia 15 de maio.

O jardim foi objeto de um processo de recuperação gerido pela Parques de Sintra – Monte da Lua, reconstituindo-o à época da sua construção no século XVIII, naquilo que o júri do Prémio Europa Nostra considerou ser um "projeto bem-sucedido na redescoberta e recuperação de um jardim que se pensava perdido” e “um excelente exemplo de colaboração interdisciplinar que envolveu também a comunidade local. A divulgação dos resultados foi forte e possibilitou a conclusão do projeto. Isto irá criar sensibilização quanto aos resultados e garantir a sua sustentabilidade”.

A distinção atribuída ao Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz foi conferida na categoria de Conservação, a par de outras dez premiadas de vários países. Foram também contempladas as áreas de Investigação, Serviço dedicado ao património, Educação, Formação e Sensibilização, num total de 29 premiados de 17 países, que aguardam agora a atribuição dos Grandes Prémios (de 10 mil euros cada), a anunciar em Berlim, na cerimónia oficial dos Prémios Europeus do Património Cultural, a 22 de junho.

Veja Também