Porto | De 02.06.22 a 30.10.22

Na estrada do surrealismo – Fernando Lemos

Exposições | Fotografia
© Fernando Lemos

A Fundação Cupertino de Miranda (FCM) e o Centro Português de Fotografia (CPF) vão apresentar 123 fotografias de Fernando Lemos pertencentes à coleção da Fundação Cupertino de Miranda, na Antiga Cadeia e Tribunal da Relação do Porto, sede do Centro Português de Fotografia, 11 anos depois de terem apresentado na Galeria Palácio Galveias (Lisboa), após a primeira exposição no Museu da Fundação Cupertino de Miranda em novembro de 2009.

Fernando Lemos inicioi o seu trabalho fotográfico em 1949, com a primeira fotografia tirada a partir da janela do quarto onde nasceu, mostrando os telhados de Lisboa. O seu trabalho de fotografia destaca-se na história do Surrealismo, sendo premiado em 2001 com o Prémio Nacional de Fotografia.

Volvidos cerca de 70 anos da captação destes registos (datados entre 1949 e 1952), é apresentado nesta mostra, intitulada "Na estrada do surrealismo – Fernando Lemos", 123 fotografias, que nos transportam para a liberdade e automatismo do surrealismo, onde todas as compreensões do real se alteravam. Percebemos que o autor apreciava fotografar as suas relações de amizade, em simples ensaios de libertação, onde o inconsciente ótico, anunciado no surrealismo, se torna menos evidente sugerindo uma reflexão prévia do registado. Nesta sua série de retratos e fragmentos destacam-se a beleza, a irreverência e a poesia. Fernando Lemos dizia que “desenho como se fizesse pintura; pinto como se fizesse fotografia; fotografo como escrevo” e onde “As coisas fluem, muda a sequência como muda o pensamento”.

Fonte: CPF

Ver direções

Veja Também