Lisboa

CICLO: PASOLINI REVISITADO

Sessões de Cinema | Cinema
  • Onde

    Cinemateca Portuguesa

  • Preço

    Sob consulta

  • Informações

    Saber mais: PASOLINI REVISITADO

A  Cinemateca já dedicou, corria o ano de 2006, um vasto ciclo e catálogo dedicados a essa figura imensa da cultura europeia do século XX que foi Pier Paolo Pasolini. Mas uma obra tão extensa, tão pujante e tão febril como a dele, desenrolada em diversas áreas de ação (e naturalmente, muito para lá do cinema), corre o risco de ser inesgotável. No ano do centenário do seu nascimento, sem voltar a repetir uma retrospetiva do seu trabalho como realizador, impunha-se voltar a essa obra, e investigar os outros modos da relação de Pasolini com o cinema, e do cinema com Pasolini. O ciclo que apresentamos tem, assim, duas vertentes. Por um lado, filmes que contaram com a participação ativa de Pasolini (como argumentista, produtor, ator ou – no caso de UNA VITA VIOLENTA – inspirador), obras onde se contam algumas raridades (como MILANO NERA), e onde é fascinante procurar os traços da sua presença, detetar o que ele trouxe ao universo de outros realizadores. Por outro lado, filmes, todos ou quase todos posteriores à sua morte, onde Pasolini se faz ainda uma presença, refletindo a perenidade e a “desesperada vitalidade” (como no poema dele que faz o título do filme de Mario Martone, UNA DISPERATA VITALITÀ) do seu legado. Esta viagem pela influência de Pasolini, que conta com vários filmes inéditos em Portugal, enquadra a apresentação, que não podia também faltar, de alguns dos títulos maiores da sua obra enquanto realizador – uma obra sempre nova, a que talvez possamos corresponder com um olhar novo.

Fonte: Cinemateca

Ver direções

Veja Também